Metade de mim

Jul 29

(Source: decisivo, via um-guri-poeta)

(Source: revertinq, via foreverszalone)

Jul 27

“Sou apaixonado por abraços. Não resisto a segurança de abraços fortes, sinceros que me envolvem e sinto como se um choque de esperança me fizesse ver as coisas de outra maneira. Então, poupe-se de procurar palavras pra me agradar, de algo que me faça sorrir e me sentir melhor… Apenas me abrace, e me segure bem forte.” — Caio Fernando Abreu. (via auroriar)

(via auroriar)

Jul 20

“O problema é que o coração não segue a melodia do cérebro.” — Guilherme  (via oxigenio-dapalavra)

(Source: s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r, via oxigenio-dapalavra)

“Coração vai sentir cada linha que se desligar. Vai se sensibilizar em cada música que tocar, fina e distante. Ele vai quebrar a cada vez que meu olhar carregado se desmanchar em um choro, fino e distante. E a cada espera, em noites frias, ele vai cair. Coração vai cair junto com a noite. Coração vai sentir cada toque, seja aonde for. Coração vai dançar quando estiver bêbado. Coração vai refletir o que a tua alma sente. Coração vai libertar o teu corpo toda vez em que cair a chuva, fria, distante e pura. Eu não sei de que matéria o teu coração é feito, mas o sangue que nele está é a coisa mais pura do teu mundo, então ouça sempre o que ele tiver a dizer, nunca cale a sua voz.” — Thais.  (via oxigenio-dapalavra)

(Source: vinho-com-estrelas, via oxigenio-dapalavra)

“Você tem medo de se apaixonar. Medo de sofrer o que não está acostumada. De alterar o trajeto para apressar encontros. Medo de ouvir o nome dele em qualquer conversa. Você tem medo de se apaixonar. Medo de se roubar para dar a ele, de ser roubada e pedir de volta. Medo de que ele seja um canalha, medo de que seja um poeta, medo de que seja amoroso, medo de que seja um pilantra. Você tem medo de oferecer o lado mais fraco do corpo. O corpo mais lado da fraqueza. Você tem medo de se apaixonar por si mesma logo agora que tinha desistido de sua vida. Medo de largar o tédio, afinal você e o tédio enfim se entendiam. Medo de ser destruída, aniquilada, devastada e não reclamar da beleza das ruínas. Medo de não ser interessante o suficiente para prender sua atenção. Medo de que ele não precise de você. Medo de que não queira reparti-lo com mais ninguém. Medo do cheiro dos travesseiros. Medo do cheiro das roupas. Medo do cheiro nos cabelos. Medo de convidá-lo a entrar, medo de deixá-lo ir.” — Fabrício Carpinejar. (via supostos)

(Source: que-seja-leve, via supostos)

“Converso com Deus e então meu coração se acalma.” — Bordar Sorrisos. (via supostos)

(Source: bordarsorrisos, via supostos)

“Se ame muito para me amar. Me ame de graça e por tudo que sou. Me ame pelas minhas partes tracejadas, picotadas, rasuradas, limpas, claras e legíveis. Me ame quando eu sacudir o avesso de mim. (…) Me ame muito, me ame sempre, me ame quando eu sorrir, chorar, desistir, quando eu quiser recomeçar. Me ame quando eu disser que vou voltar atrás. Me ame quando todo mundo for embora e a festa terminar… Me ame sim, mas entenda que amor para mim é aquele que a gente pode amar sendo quem é, com os pés sujos de andar no chão, com o cabelo emaranhado de tanto cafuné e com o coração livre. Porque a minha vida é a minha vida. A sua vida é a sua vida. Elas quiseram se juntar e andar com as mãos unidas… Eu dou o amor, somente, porque ele vale mais que tudo. E com ele a gente aprende a se amar mais e melhor. Porque o amor não tem título, muito menos definição.” — Clarissa Corrêa. (via supostos)

(Source: inverbos, via supostos)

sou-inseguro:

.

sou-inseguro:

.

(Source: fancymen)

“Eu não estou perguntando se você quer que eu fique. Estou dizendo que vou ficar e pronto.” — Gabito Nunes. (via supostos)

(Source: segredou, via supostos)

“Há momentos em que a insanidade se torna tão real que não é mais insanidade.” — Charles Bukowski. (via supostos)

(via supostos)

“Sou um verdadeiro exagero em relação aos meus sentimentos, porém morro calado.” — Efeito Colateral. (via supostos)

(via supostos)